Páginas

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Confidências de Uma Paixão

Minha Confidência, postada no blog Confidências de Uma Paixão. Faça a sua também ;]
Nós sempre fomos muito amigos. Vivíamos em baladas, rindo, fazendo brincadeiras e saindo pelo centro da cidade. Ele sempre pedia para ficar comigo. Eu nunca quis. Não sei o porquê desta minha decisão. Talvez eu não quisesse 'estragar' a amizade, ou algo assim. Não sei. Mas minha resposta era sempre a mesma.

Passado algum tempo, estávamos nós em outra balada qualquer, num sábado à noite. Eu, ele, duas amigas minhas e dois amigos dele. Minhas amigas acabaram ficando com os amigos dele. Fiquei sozinha. Ele também. então, ficamos nós dois caminhando pela balada enquanto ele me pagava algumas bebidas. Depois de algum tempo assim, fomos até onde nossos amigos estavam e ficamos lá, perto deles. Ele sempre foi um garoto carinhoso comigo, sempre ficava me abraçando 'do nada' e, naquele momento, não foi diferente. Eu estava escorada na parede, vendo as pessoas dançarem na pista, quando ele chegou, levemente colocou as mãos nos meus ombros, e nos abraçamos. Assim ficamos por um tempo. Até hoje não sei bem o que aconteceu naquele momento, pois quando dei por mim, estávamos nos beijando. Hoje digo que não tentei me afastar dele, naquele doce momento, mas também não o desejava. Os amigos dele, ao nosso lado, sorriam e festejavam nosso beijo.Continuamos juntos pelo resto da noite.
Daquela noite em diante, eu ficava pensando loucamente naquele beijo, nos abraços, e naquele lindo sorriso que eu sempre admirei.
Nós nos víamos todos os finais de semana, portanto, no dia seguinte, nos vimos novamente. Ficamos meio envergonhados pela situação, mas estávamos nos tratando igualmente ao que era antes.
Na semana seguinte, nos encontramos novamente. Ficamos outra vez.

Pouco tempo se passou, mas eu estava apaixonada. Eu tinha certeza disso. E sentia que era correspondida.

Quando íamos à festas, ficávamos juntos. Quando saíamos, ficávamos juntos.
E, em uma dessas festas, ele não se aproximou de mim. A todo o tempo, me evitava. E quando eu ia falar com ele, pedir o que estava acontecendo, ele dizia estar com dor de cabeça. Tentei me aproximar mais algumas vezes, mas minhas tentativas sempre falhavam. Então, dexei-o fazer a escolha dele. Se ele queria ficar sozinho naquela noite, eu o deixaria sozinho.
Não nos vimos mais nesse final de semana.
Mas, no final de semana seguinte, eu o procurei novamente. O resultado foi o mesmo: fui ignorada em todas as minhas tentativas.
Tentei falar com um amigo dele, e tudo o que ele pôde me dizer, é que tentaria falar com ele.
No fim do dia, eu estava indo embora com uma amiga minha, e ele veio atrás dizendo que queria falar comigo. Fomos conversando pelo caminho, enquanto minha amiga vinha atrás de nós. Ele me disse que não queria mais ficar comigo, que tinha conhecido outra menina, mas que não queria perder minha amizade. Tudo o que eu pude dizer, naquele momento, foi que também não queria perder a amizade dele. Assim, ele foi embora. Eu e minha amiga apenas continuamos a caminho de casa.

Daquele momento em diante, ele não falou mais comigo. Nem sequer um 'oi'. Estamos assim a quase dois anos e tudo o que eu me pergunto é 'por que ele está fazendo isso? por que ele continua com isso?' As respostas à essas perguntas, continuam com intermináveis pontos de interrogações...
Hoje, é por ele que minhas lágrimas caem, é com ele que eu sonho noite e dia e, é por ele que eu escrevo.

8 comentários:

  1. Cada vez que venho aqui seu blog ta mais bonito e mais interessante .
    Otimo post ! ameii a ultima frase: 'Hoje, é por ele que minhas lágrimas caem [..]é por ele que eu escrevo. '

    convido a vc tbm visitar o meu blog qndo puder .

    um abraço, sucesso !

    ResponderExcluir
  2. as pessoas transformam-se em motivos diferentes... assim acumulamos nossos tesouros durante a vida.


    bjs meus

    ResponderExcluir
  3. Eu presenciei tudo *-*
    ate hj eu penso oqe qe aconteceu naquele tempo, pqe as coisas mudaram assim de uma hra pra outra.
    como voce mesma diz As respostas à essas perguntas, continuam com intermináveis pontos de interrogações... Cara, pensa positivo Ritchy um dia ele pode se tocar doqe ele fez pra vc e o que ele fez voce passar, E lembra qe tem amigas ! Não deixa tudo desabar por causa dele , confia *-*

    ResponderExcluir
  4. aahh obg Faby *-*
    eu acrediito que, um dia, esses meus intermináveis pontos de interrogação terão suas devidas respostas *-*
    obg best ;]

    ResponderExcluir
  5. Oh minha querida,
    quanto tempo eu não passava por aqui e agora, fiquei um bom tempo lendo os atrasados e aí vi o quanto eu tinha perdido.
    Seu blog está um amor.
    Fofo demais!
    Iram

    ResponderExcluir
  6. Ritchy que historia linda a sua, pena que ainda nao teve seu começo feliz , nao digo final , porque o amor nao tem fim . Engraçado , é que minha historia é bem parecida com a sua , tbm tive medo de por a amizade em risco , coloquei ,e aconteceu oq eu mais temia,qe era eu me apaixonar, e acontecer , oque aconteceu com vooc tambem . Voc nao tá sozinha nessa,e concerteza esses pontos interrogação , terão suas respostas , dai voc vai esta livre. Eu demorei 5 anos, pra ter essas respostas, e nao foram boas,então eu decidi ,recomeçar minha vida, mesmo sabendo que eu vou ama lo para todo sempre. Eu definitivamente, nao sei porque as pessoas , disperta o amr da outra , sem ter a intenção de ama lá de volta, esse é o unico ponto de interrogação que tenho hoje em dia. e sei qe essa resposta irá chegar . Nossa eu ti adoro , mesmo sem te conhecer viiu , conte sempre cmg , acho que ja posso te chamar de amiga ?
    se cuida flor , e desculpa pelo texto HAHA' --'

    ResponderExcluir
  7. "pena que ainda nao teve seu começo feliz , nao digo final , porque o amor nao tem fim ." adorei isso Babi *_*
    Obriigada, garota ;] sei qe posso conta ctg ;D

    ResponderExcluir