Páginas

terça-feira, 26 de outubro de 2010

A Rapidez Com Que As Coisas Acontecem

As coisas acontecem rápido demais e, muitas vezes, sem um motivo aparente...
Um dia, eram companheiros de balada.. mais tarde, grandes amigos.. e, por fim, meros conhecidos..
Um dia, dividiam bebidas.. mais tarde, compartilhavam abraços.. e, por fim, mal se comprimentavam...
O que faz algo mudar, tão de repente?
O que faz alguém mudar, tão de repente?
O que faz duas pessoas, que se conheciam tão bem, de um dia para o outro, não se conhecerem mais?
O que faz as mágoas acontecerem, mentiras serem contadas e lágrimas escorrerem, frequentemente, pelo rosto?

Algumas coisas acontecem por erros cometidos.. Algumas, por sentimentos controversos.. E outras, simplesmente, acontecem.. Sem explicações lógicas..
O que posso afirmar, é que ninguém é bom o suficiente, para não perdoar outro alguém...
Que ninguém é perfeito, a ponto de nunca errar com alguém...
Que ninguém é superior, a ponto de se recusar a admitir que errou..
E ninguém é forte o suficiente, para persistir, eternamente, em algo que machuca cada vez mais..

domingo, 24 de outubro de 2010

Separações Inevitáveis

Acontecimentos unem e separam pessoas
Mas nenhuma força é suficientemente forte para fazer esquecer as pessoas que, por algum motivo, foram especiais

Sempre tem algo que nos faz lembrar de momentos bons com essas pessoas
Uma música, uma foto, o barulho da chuva caindo, o vento soprando...

Cada pessoa que chega em nossa vida, chega sozinha..
Nos faz sentir bem, nos dá felicidade, nos proporciona alguns dos melhores momentos de nossa vida
E, por um motivo ou outro, é tirada de nós..
É levada pra outro lugar.. qualquer lugar que não seja ao nosso lado..
E como ficamos?
Nos sentimos péssimos, sentimos falta dessa pessoa noite e dia, imploramos por um abraço dela, chamamos seu nome..
Gritamos seu nome..
Mas nunca somos realmente atendidos..
E essa pessoa, será que, em algum momento, sente nossa falta também? Em algum momento chama nosso nome? Grita nosso nome? Deseja nosso abraço novamente?
Ou será que lembra de quando ficavámos juntos, em um fim de tarde chuvoso de domingo, fazendo bricadeiras bobas e rindo de qualquer coisa?
Perguntas que, talvez, nunca serão respondidas..

Mas... separações assim, são realmente inevitáveis?

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

I'ts all about love

Às vezes fico imaginando você comigo
Imaginando momentos bobos com você
Pensando no que eu te falaria quando te encontrasse
Me imaginando tentando falar algo,
Ficando vermelha por isso
E, assim, com um sorriso doce,
Te ouvir me chamando de ''boba'',
Me abraçando
E me confortando em teus braços..
Eu poderia ficar pra sempre assim, com você
Eu poderia passar a noite acordada,
Vendo você dormir, ouvindo sua respiração
Ou, até mesmo, sentindo cada batida do seu coração
Porque, agora, você é o que eu quero..
Agora, você é o que eu preciso..

sábado, 16 de outubro de 2010

Just let it bleed

Agora, apenas deixo sangrar as feridas que insistem em não cicatrizar..
Porque eu sei que você não é totalmente indiferente a mim..
E elas sempre estarão presentes relembrando o fato de que isso tudo realmente aconteceu..

Hoje, andando pela chuva, vi seu olhar cruzar o meu
E sei que o meu olhar ficou na sua mente
Assim como o seu ficou na minha..

Vendo a chuva tocando seu rosto
E, ao mesmo tempo, o meu
Tenho a certeza de que não estamos tão longe quando imaginei, a algum tempo atrás..

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

o frio da noite e a solidão nada distante

A noite traz, mais uma vez, o frio de estar sozinha novamente..
Esse mesmo frio toma conta dos meus sonhos..
Hoje não vi as estrelhas brilharem..
Hoje não vi a lua nascer..
Não vi seu olhar brilhar..
Não pude ouvir sua voz..
E o que posso fazer se cada vez te sinto mais longe ?

Essa distância que me mata cada vez mais
Quase não me deixa respirar..
E saber que você está mal
Me mata um pouco mais..

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

alone..

E, mais uma vez, estou aqui
trancafiada nesse quarto escuro
com música alta e o coração apertado, pulsando devagar
solidão é o que vem me acompanhando de uns dias pra cá
é que às vezes penso que não sou daqui
às vezes penso que ninguém aqui pode, algum dia, sentir o que sinto
sendo assim, ninguém aqui poderia entender o que se passa..

Há momentos em que não queremos beijos
Não queremos dar aquele 'rolé' com os amigos
Tampouco ir àquela balada que estará bombando no sábado a noite
Queremos apenas ficar assim, soziinhos..
A pensar na vida, em nós mesmos ou, quem sabe, em nada..
Apenas ficar assim..
Tendo um momento de quietude
Nosso momento de quietude
Sem ninguém pra nos dizer o que é certo ou errado
O que devemos ou não fazer
Ou, até mesmo, o que podemos ou não sonhar..

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Segundos,

minutos, horas e dias se passam
E o seu silêncio ainda me assombra..
Um grande ponto de interrogação paira sobre mim
E, quando o tento esquecer,
algo me faaz lembrá-lo novamente..
Nada pode ser maior do que essas dúvidas persistentes
Nada poderia machucar mais que o seu silêncio
Nem mesmo as mentiras tolas que contou naquela noite..

Você pode tentar fugir
Mas o seu passado sempre andará lado a lado
E, quando menos esperar, ele estará ali
Pronto para confudir seu presente..
E, nesse dia,
Você lembrará de mim..
De mim e de todas a besteiras que você disse só para tentar me afastar !